23/08/08


Ponho o mundo às costas e parece que é assim o meu dia-a-dia: carregá-lo como mais um livro, mais uma matéria árdua para estudar que me persegue como o ar que se respira...enfim, não se pode nem viver com ele nem passar sem ele...Mas eu só queria caminhar em frente, virar as costas e não voltar para trás...para o que sou e para o que aparento ter...abandonar (-me) e ir por aí... (su)

6 comentários:

su disse...

Ponho o mundo às costas e parece que é assim o meu dia-a-dia: carregá-lo como mais um livro, mais uma matéria árdua para estudar que me persegue como o ar que se respira...enfim, não se pode nem viver com ele nem passar sem ele...
Mas eu só queria caminhar em frente, virar as costas e não voltar para trás...para o que sou e para o que aparento ter...abandonar (-me) e ir por aí...

Cruztáceo disse...

curti! Mas...estão os sons sobrepostos? Esta malha dos cool hipnoise nas aguas de março é muito boa! respira-se sonoridade por aqui.Ou melhor: Que inspiração!
Ou como diria Kayam Sonedra: O som que vejo já não me sinto

Cruztáceo disse...

Ganda barraca! O post anterior é a total confusão mental! Não é que era eu a ouvir o meu media player?!!!
MIL perdões...
(Só faltava dizer agora: xi na páaa smith and mighty! vocês dão-lhe bué!)
Esquece tudo, ou parte...
jituz e xizes

Cruztáceo disse...

NOTA
alteração ao blog

http://crostaceo.blogspot.com/

Anastácio Soberbo disse...

Olá, gosto do Blogue.
É bonito e bem feito.
Um abraço de;
Soberbo

Porcelain Doll disse...

Minhas queridas Gracinda e Su... que curioso este texto... no momento em que me encontro, tento desfazer-me do peso do mundo... precisamente dessa matéria árdua que quero estudar rapidamente para tirar depressa as devidas conclusões e seguir em frente, já sem peso... tantas vezes procurei caminhar em frente e o peso me empurrava para trás... eu também só queria caminhar em frente... virar as costas e não voltar para trás...

:-))