02/04/09















Afinal, a melhor maneira de viajar é sentir.
Sentir tudo de todas as maneiras.
Sentir tudo excessivamente,
Porque todas as coisas são, em verdade, excessivas
E toda a realidade é um excesso, uma violência,
Uma alucinação extraordinariamente nítida

(...)


Álvaro de Campos, in "Poemas"


1 comentário:

Porcelain Doll disse...

Estou embasbacada, verdadeiramente embasbacada... há tanto tempo não lia nada de Fernando Pessoa (perdoem-me, Álvaro de Campos :-D) que quando aqui chego e deparo com o que acabo de ler, sinto a cabeça andar à roda!! Ainda mais ao som de Muse!! :-D

A melhor maneira de viajar é sentir... e é uma dádiva quando além de sentirmos as nossas coisas conseguimos ir mais além e sentir as dos outros também... e conseguimos fundir os nossos sentires com os dos outros...

Sentir excessivamente... tem um preço elevado, mas vale a pena...

Todas as coisas são excessivas e que pena que por vezes nos coibimos delas e desse excesso por medo do preço elevado... por medo da violência da realidade.... mas também da sua beleza e magia... de nos perdermos nelas!!

Já que na verdade... tudo não passam de alucinações... extraordinariamente nítidas...